Novos poemas

Siameses

O bem em doses
amansa a feiúra
do mal que é fero

o mal dosado
cansa a beleza
do bem que é belo