Novos poemas

Soleira

Sabiás sem canto
ainda
no canto do aconchego
do ninho da vida
prontos: para viver
para voar
para cantar