Novos poemas

Mentirinha

— O que é hoje a minha
vida sem você?
— A presença doce
e opressiva
de sua ausência!