Novos poemas

Happy hour

Vamos nos ver
no mesmo bar de sempre
sentar àquela mesa
de preferência escondida
falar mal da vida alheia
bem da vida própria
e ambos da própria vida