Pisca-alerta

Crise

No ritmo punk da ciclotimia,
vai-não-vai-para-anda-vem-e-volta,
o país alterna, na percepção do dia,
sucesso-fracasso, submissão-revolta,
enquanto todos, na reprodução da mídia,
dançam e balançam como jõestravolta
os embalos da noite sem energia,
ao canto do sabiá mantido sob escolta.