Ilhas Brasil

Cancioneiro do tempo

I

Eta vida dura
doce
que nem rapadura.


II

Tata
pacu
co’a tia
não.


III

Não o amor
em si

o amor em
dó.
IV

Quem parte leva saudades
quem fica em saudades mora
ficar é mover cidades
partir é não ir embora.


V

Para o percurso:
longo;
no transcurso:
lento;
transcorrido:
passou num átimo.

VI

C’est dure
Pourvu que ça dure!

VII

Num jornal antigo
da capital
lia-se com zelo
no interior
a previsão do tempo
transcorrido e mau
e era novidade para o leitor.