Mascarada

Relíquia

Pelo traço oblíquo de seus olhos mouros
passa a mina da poesia
que a lâmpada de Aladim
não queima
o tropel alado de carrilhões de ouro
ressoam da maldade ao bem furtivo
dos mandarins da China